Notícias

NOTA SOBRE AS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE ROCHAS ORNAMENTAIS EM 2019


As exportações brasileiras de rochas ornamentais somaram US$ 1.012,6 milhões e 2,15 milhões t em 2019, com variação respectivamente positiva de 1,97% e negativa de 1,94% frente a 2018. Mesmo pouco abaixo do esperado, essas exportações tiveram elevação de faturamento e novamente ultrapassaram a marca de US$ 1 bilhão, em um ano no qual as exportações gerais brasileiras recuaram 7%.

A variação positiva do faturamento foi atrelada ao aumento da participação de produtos com maior valor agregado nas exportações, destacando-se as chapas de quartzito, as chapas de mármore, os blocos de mármore e as peças de pedra-sabão.

Não se espera que a venda de chapas e blocos, mesmo de materiais com maior valor agregado, proporcione crescimento sustentável das exportações brasileiras de rochas ornamentais.

O efeito do aumento da participação de produtos com maior valor agregado, nas exportações de 2020, deverá ser novamente minimizado pela queda dos granitos, como já ocorreu em 2019.

As importações brasileiras de materiais rochosos artificiais somaram US$ 46 milhões e 72 mil t em 2019, contra US$ 24 milhões e 46 mil t de materiais rochosos naturais. As exportações brasileiras de materiais rochosos artificiais, também em 2019, somaram US$ 12 milhões e 19 mil t, tendo os EUA como principal destino.

Destaca-se que as exportações de rochas ornamentais representaram 0,45% do total do faturamento das exportações gerais brasileiras em 2019. Essas exportações de rochas deverão permanecer na 5ª colocação dentre os produtos de base mineral exportados pelo Brasil.